Tecnologia

Robô e Metaverso colocam tecnologia mineira em evidência no mercado odontológico

A possibilidade de interagir com o robô Bob, o primeiro assistente robótico do ecossistema odontológico brasileiro, foi um dos destaques do Implar, um Hospital Odontológico mineiro que participou do INDEX23 (Innovation Dental Exhibition), congresso que reuniu mais de quatro mil profissionais do setor em São Paulo na última semana. Durante o evento, os responsáveis pelo hospital – sediado em Poços de Caldas, região sudoeste do Estado – também apresentaram ao mercado a startup Doclink, que terá uma atuação focada em aproximar os profissionais de odontologia e de outras áreas da saúde das novas tecnologias e suas aplicações em tratamentos dos mais diversos campos.

O diretor do Implar, Dr. Sérgio Dias, avaliou como “muito produtiva” a possibilidade de apresentar, dentro do INDEX23, as aplicações pioneiras da robótica e da inteligência artificial no mercado odontológico. Ele acredita que a popularização desses avanços é ‘apenas questão de tempo’. “O evento permitiu ao Implar demonstrar que a robótica já está totalmente presente no ambiente odontológico e de saúde do País. Desta forma, conseguimos também apresentar o quanto é vasto o caminho para a criação de parcerias focadas na criação de novas metodologias, serviços e produtos baseados na robótica e processos digitais neste setor”, disse.

Em agosto, o hospital já havia ganhado destaque na segunda edição da Feira de Oportunidades do Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações), realizada em Santa Rita do Sapucaí (MG), município considerado o Vale do Silício brasileiro. Na ocasião, foram cadastradas 70 pessoas, entre professores, pesquisadores e estudantes interessados em participar de estudos e projetos para viabilizar a popularização desta tecnologia em processos do setor da saúde.

Dias comenta que atualmente o robô Bob tem autonomia para percorrer todo o hospital e, inclusive, ir até as salas dos cirurgiões para levar instrumentos. “A intenção do hospital não é apenas ampliar as funcionalidades do próprio Bob, mas também criar uma família de robôs que possam se dividir em tarefas para levar maior conforto aos clientes e aumentar a produtividade e a eficiência dos profissionais”, afirma o diretor.

Sobre o Doclink, ele explica que a empresa desenvolveu um ambiente digital imersivo que permite, aos estudantes e profissionais que buscam o conhecimento de novas técnicas, o acesso via óculos de realidade virtual e aumentada, um consultório virtual e experimentar a sensação de operar os mais modernos equipamentos do setor com segurança, sentindo inclusive sensações físicas como o tremor causado em processos de perfuração e outros.

A startup é estruturada em três pilares fundamentais:

  • Doclink Metaverse – Ambiente digital que promove experiências imersivas no metaverso, projetado especificamente para aplicações na área de saúde. Ele proporcionará interações, treinamentos e aprofundamentos nunca vistos no mundo odontológico e médico.

• Doclink Licence – Segmento que oferecerá o licenciamento da prestigiosa marca Implar. Esta vertical é destinada aos profissionais da odontologia que desejam levar sua prática a um novo patamar de reconhecimento e excelência.

• Doclink Carrer – Em um mundo onde a digitalização é cada vez mais fundamental, serão oferecidas orientações para profissionais da saúde que desejam se especializar e profissionalizar suas carreiras no universo digital. Neste sentido, a iniciativa vai os ajudar a navegar pelas nuances e oportunidades desta nova era.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo